sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ariel em Um Dia de Cão...
 

Ariel, bem relaxada, fazendo pose para a foto
              Outra pose ...muito folgadinha.


Um ancião índio norte-americano, certa vez, descreveu seus conflitos internos da seguinte maneira:
- Dentro de mim há dois cachorros. Um deles é cruel e mau. O outro é muito bom, e eles estão sempre brigando.

Quando lhe perguntaram qual cachorro ganhava a briga, o ancião parou, refletiu e respondeu:

- Aquele que eu alimento mais frequentemente.
Paulo Coelho
 

>

10 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e ela fez uma bela pose..Folgada,né? beijos,chica ,ótimo fds!

AFRICA EM POESIA disse...

Leninha
deixas-me honrada com tao lindas palavras
.
gosto muito de ti

um beijo gelado pois aqui está um frio de morrer---
o teu cão é lindo parecido com 2 que eu tenho... adoro-os

Tina Bau Couto disse...

Pois é!
Gosto mto das parábolas de Paulo Coelho, sempre nos fazem refletir.
Um abraço e meu carinho :)

Sissym disse...

Leninha,

Ariel é linda demais!

Quanto a mensagem de P Coelho, é bem verdade, somos o lado que corresponde as nossas ações.

Bjs

✿ chica disse...

Venho hoje, aqui, deixar osa PARABÉNS!!! beijos,felicidades e tuuuuuudo de bom,chica

Suzane Weck disse...

Linda,linda esta fofura que é Ariel.Beijuss.SU

AFRICA EM POESIA disse...

LENINHA


venho deixar um beijinho.
Gosto muito de ti e de te ver no meu espaço.
Tenho tido pouco tempo e os dias têm sido curtos
deixo uma mensagem de Paz e Esperança
e umas letras para nos inquietar...

DIVAGANDO

É Natal
De Pobres e ricos
De novos e velhos...

De gente que sofre...
De gente que ama...

Neste desencontro...
E neste encontro ...

Afinal...
É mesmo Natal...



LILI LARANJO (Magia de Natal)

Sandra Stegues Silva disse...

Olá Leninha não tinha reparado neste post, por isso estou comentando agora que o descobri. Sabe a cachorrinha da tua mana está uma graça nessas poses, parece que adivinhou que estava sendo fotografada!
Quanto ao texto do índio apache, gosto muito e não poderia deixar de comentar. Quando ele mencionou que dentro dele havia dois cães um branco e um cão preto, se referiu as duas naturezas que temos dentro de nós, a natureza de Deus e a natureza do mau, por isso que quanto mais amamos, respeitamos, buscamos a Deus, fazemos o bem... mais alimentamos o cão branco dentro de nós...essa é a explicação conforme o índio norte-americano.
Um grande abraço, amiga!

manuela barroso disse...

Oi Leninha , desculpa não vir por aqui.
Como antigamente não postavas muito aqui pensei que não havia nada.
As melhoras da Ariel
Pelo menos essa não mede o que se lhe dá, as roupas de marca e olha só...anda sempre vestida de peles!
"Olhai os lírios de campo"! -coisa linda!
Para ti e para toda a tua família um SANTO E FELIZ NATAL!
Mui bjis

Magda disse...

Linda a Ariel Leninha! Quando você falou que fez um blog pra ela vim correndo ver!
Também tive um cocker dourado que infelizmente já partiu. Essa raça é adorável!!
Beijos!